Categories
Beleza

O que deve saber antes de operar as varizes

Sofre com varizes e foi recomendada uma cirurgia? Então, confira aqui o que deve saber antes de se submeter a uma cirurgia de varizes.

Existem vários graus de varizes, algumas podem ser tratadas e até sumirem após alguns tratamentos, outras, porém, a cirurgia é a única forma de tratá-las.

Vale ter em mente que, muito mais do que apenas um problema estético, em alguns casos, as varizes representam um enorme risco para a saúde.

Ao retirar as veias doentes, está se eliminando os sintomas provocados pela condição, tais como dor, inchaço, sensação de peso nas pernas, cãibras e formigamento, e se investindo em uma melhor qualidade de vida.

É preciso considerar, no entanto, que mesmo extraindo o vaso já comprometido, para que não prejudique o bom funcionamento da circulação sanguínea, isso não impede que o problema reapareça ao longo do tempo.

Ou seja, a cirurgia não é garantia de eliminar o problema de forma definitiva.

Dúvidas mais comuns de quem vai operar as varizes:

A cirurgia é sempre recomendada?

Enquanto alguns cirurgiões vasculares preferem retirar logo e eliminar o problema o quanto antes com a cirurgia, outros preferem primeiro realizar um tratamento clínico e indicar a cirurgia somente depois, se considerar que o tratamento não surtiu resultado.

Porém, há casos em que as varizes estão comprometendo muito a qualidade de vida dos pacientes, ou mesmo, causando riscos de progredirem para algo ainda mais sério, aí, então, a cirurgia é a única opção de tratamento.

 Cirurgia de varizes deixa cicatrizes?

Não, ou melhor, elas são praticamente imperceptíveis, pois as incisões realizadas na pele para tratar as veias doentes são muito pequenas. No entanto, em alguns casos, embora sejam muito raros, podem ocorrer queloides ou cicatrizes hipertróficas.

É preciso algum preparo ou cuidado pré-operatório?  

O médico que fará a cirurgia, geralmente, recomenda os cuidados que devem ser obedecidos, geralmente, um jejum, inclusive de água, oito horas antes da cirurgia.

É importante informar ao médico sobre qualquer medicamento em uso.

Como é o pós- operatório?

É indicado que, logo após a cirurgia, o paciente permanecer em repouso na sala de recuperação anestésica por cerca duas horas. Após esse período, é preciso seguir  alguns cuidados pós-operatórios no quarto do hospital. Já, a primeira refeição é liberada após o efeito da anestesia passar completamente.

Alguns médicos permitem, dependendo do caso, que no mesmo dia da cirurgia, os pacientes possam realizar pequenos deslocamentos, dentro do próprio quarto.

Porém, é recomendado que os pacientes mantenham suas pernas elevadas.

E ainda por um tempo, não será indicado sentar ou permanecer em pé, durante longos períodos, sem se mexer.

O paciente pode retornar para casa no mesmo dia e, dependendo do tipo de cirurgia, é indicado que continue mantendo repouso por cerca de cinco a sete dias.

Qualquer pessoa pode fazer essa cirurgia?

Na verdade, para pessoas muito idosas e que tenham algum problema de saúde, como problemas cardíacos e pulmonares, a cirurgia de varizes não é indicada.

É possível substituir a cirurgia por outro tratamento?

Como cada caso é um caso, só um profissional capacitado poderá avaliar se a cirurgia pode ser substituída por algum outro tratamento, principalmente, quando, por um motivo ou outro, a cirurgia não for uma alternativa.

A crioescleroterapia, a escleroterapia convencional e a com espuma densa, e o laser são algumas opções a considerar.

Mas se o seu caso for somente dor causada pelas varizes, é bom saber que o varigold funciona muito bem para aliviar essas dores e inchaços, então é super importante conversar com seu médico e ver o que é melhor para você.

 

Categories
Beleza

Como Prevenir e Tratar as Varizes Durante a Gravidez

Quer saber como prevenir e tratar as varizes durante a gravidez? Então, continue lendo esse artigo.

Infelizmente, além de tantos outros desconfortos, durante a gravidez, é muito comum a futura mamãe ainda precisa lidar com o surgimento de varizes, que aparecem por vários fatores, desde hormonais, excesso de peso, pressão do útero, predisposição genética…

Mas, a boa notícia é que tem como prevenir e até mesmo, se não tiver como evitar o problema, tratar, e é o que mostraremos agora.

 

Como prevenir as varizes na gravidez?

Embora não exista ainda algum remédio que possa prevenir o surgimento das varizes durante a gravidez, já que a própria gestação favorece o aparecimento delas, é possível, SIM, tomar algumas medidas para, ao menos, conseguir amenizar o transtorno causado pelas varizes e ainda evitar complicações.

Evite o sobrepeso

É preciso esquecer aquela máxima de que toda grávida precisa comer por dois, na verdade, ela só precisa comer bem, e de forma equilibrada.

Na verdade, o ganho excessivo de peso, além de favorecer o aparecimento de varizes, ainda pode ser a porta aberta para um monte de problemas, até mais preocupantes.

Evite cruzar as pernas quando estiver sentada

Ao cruzar as pernas, sentada, irá pressionar ainda mais as veias e isso pode dificultar a circulação sanguínea, e ainda comprometer a postura, causando dores nas costas.

Procure elevar as pernas sempre que possível

Procure manter as pernas elevadas sempre que possível e, principalmente, ao final do dia e durante o sono, isso irá ajudar o retorno venoso, reduzindo a ação da gravidade sobre as veias, facilitando a circulação sanguínea.

Aposte em massagens nos pés e nas pernas

Quem não gosta de receber massagens nos pés e nas pernas? E quando se está grávida, elas além de ajudarem a relaxar, também descomprime os vasos, favorecendo a circulação e diminuindo o inchaço.

E se você fizer massagens juntamente com uso do varigold que é um creme para aliviar as dores e inchaços causados pelas varizes os resultados serão incríveis, saiba onde comprar varigold e aproveite o máximo desse creme para varizes.

Descanse os pés

Se a grávida trabalhar sentada, utilizar um banquinho ou um apoio para elevar os pés irá ajudar na circulação sanguínea.

Exercite os tornozelos

Procure, a cada 30 minutos que ficar sentada, girar os tornozelos em sentido horário e anti-horário, isso irá ajudar a circular melhor o sangue.

Levante-se toda hora

Procure, a cada hora de trabalho sentada, levantar-se e fazer uma pequena caminhada até o banheiro ou para beber água, é um gesto simples mas que ajudará a circulação.

Pratique atividades físicas leves

Para ajudar a fortalecer as veias e o sistema cardiovascular vale apostar em atividades físicas como caminhadas, ioga, pilates e hidroginástica, que são as atividades mais recomendadas para gestantes.

Use meias elásticas

Procure seu médico para que ele possa indicar a meia de compressão mais adequada para você, já que existem diferentes modelos e graus de compressão, e o uso errado pode agravar seu problema.

Procure se deitar do lado esquerdo do corpo

Como a veia cava inferior fica do lado direito do corpo, se você se deitar do lado direito, o útero irá pressionas essa veia, aumentando a pressão nas veias das pernas.

Por isso, a dica é se deitar do lado esquerdo, colocando um travesseiro na extremidade dos pés, mantendo-os mais elevados, facilitando ainda mais a circulação.

Como tratar as varizes na gravidez?

 Embora não seja possível realizar os tratamentos convencionais para as varizes durante a gravidez, como, por exemplo, cirurgias e aplicações, é possível reduzir os desconfortos com as medidas de prevenção acima citadas.Mas, também é possível amenizar as dores causadas pelas varizes adotando as seguintes medidas:
  • Durante o banho, procurar alternar água fria e quente sobre as pernas;
  • Investir em compressas de gelo sobre as veias dilatadas, isso ajudará a contraí-las e ainda a reduzir as dores.

Embora após a gravidez as veias não voltem totalmente à espessura que tinham, pelos menos, as varizes desenvolvidas tendem a melhorar após três meses a um ano do nascimento do bebê, mas, vale prestar atenção e , se for preciso, investir em um tratamento.